Saiba quais são os benefícios da psicoterapia psicanalítica para o adolescente

Como sabemos, a adolescência é uma fase da vida que se situa entre a infância e a fase adulta. O indivíduo não é mais criança, mas também não possui ainda a maturidade, a responsabilidade e a independência características da vida adulta, sendo um momento bastante particular e com conflitos bastante típicos.

Como muitos vivenciaram na própria pele ou através de pessoas próximas, essa fase é característica por comportamentos rebeldes, pelo desafio às ordens dos pais, pelo retraimento e fechamento em um mundo particular e pela busca da construção de uma identidade própria. Nessa fase, a psicoterapia psicanalítica pode ser muito interessante — mesmo que o adolescente não apresente problemas —, pois o ajudará no processo de autoconhecimento e auto expressão.

Vamos saber com mais detalhes quais são os principais benefícios da psicoterapia para o adolescente? Acompanhe conosco.

Expressão dos sentimentos

Na psicanálise o analista não assume o papel de conselheiro ou de qualquer autoridade que visa normalizar ou corrigir comportamentos, mas sim o papel de ouvinte, que visa acolher e conduzir o processo de análise, fazendo intervenções e devolvendo ao analisando questões que ele mesmo coloca.

Para os adolescentes, esse é um processo interessante, pois uma certa “confusão” inerente à essa fase pode ser desembolada na medida em que ele se expressa. Certas angústias podem ser naturalmente dissolvidas durante o processo, justamente porque o analisando está colocando para fora e nomeando aquilo que não parecia evidente. O adolescente passa a tomar consciência do que ele mesmo pensa e passa a elaborar uma série de questões que ficaram adormecidas em seu passado.

O simples ato de verbalizar e elaborar melhor os sentimentos podem ser responsáveis por aliviar uma série de sintomas, como a agressividade, a ansiedade e a introversão, típicos dessa fase.

Autoconhecimento

O processo de análise é interessante justamente porque não é linear e não obedece a uma lógica pré-determinada. Por exemplo: o analisando pode evocar determinada lembrança, relacioná-la com outra, depois com uma terceira e, por fim, com uma questão que está acontecendo atualmente. Ou seja, o adolescente faz associações que ele não faria em outras circunstâncias e assim vai descobrindo padrões de comportamento, causas ocultas e as verdadeiras motivações dos seus atos.

Quanto antes o indivíduo trouxer lembranças do seu passado e elaborar seus traumas, mais fácil será a quebra de padrões e a libertação de questões mal resolvidas, podendo encontrar novos modos de se colocar no mundo. Portanto, a psicoterapia na fase da adolescência é importante não apenas para o adolescente de hoje, mas para o adulto de amanhã, que estará consciente desde cedo de questões e motivações que o constituem.

Autor responsabilização

É um comportamento típico da adolescência pensar que todos estão contra ele, que os pais são injustos e que ninguém o entende. Ao relatar na sessão de análise o seu cotidiano, como ele se comporta e como ele se relaciona com as pessoas próximas, com certeza o adolescente irá relativizar e se retirar da posição de vítima, entendendo o contexto de maneira mais ampla. Ele verá que muitas vezes o seu próprio comportamento é o responsável por certas atitudes dos pais, ou verá que os pais agem de determinada maneira devido a causas que não têm relação direta com ele.

Ou seja, o adolescente passa a perceber que ele também é responsável pelas boas relações e que as pessoas também possuem um mundo particular com problemas e questões a serem resolvidas.

E então, o que achou de nossa breve exposição sobre alguns benefícios da psicoterapia psicanalítica para o adolescente? Se tiver alguma dúvida sobre o assunto ou quiser relatar alguma experiência, escreva para a gente!